↑ Retornar para O Clube

Imprimir Página

Ilhabela

A Ilha que justifica o seu nome

Foi na viagem de exploração da costa da América do Sul, iniciada em 13 de maio de 1501, com financiamento do Rei D. Manoel I, de Portugal, que o navegador genovês que Vespúcio avistou e batizou inúmeros territórios brasileiros, como o Cabo de Santo Agostinho, a Baía de Todos os Santos, o Rio de Janeiro e a Ilha de São Sebastião, nome atribuído à gigantesca porção de terra avistada pela esquadra em 20 de janeiro de 1502, dia do santo.

Porção visível de uma grande formação montanhosa que sobe a quase 1.400 metros de altura, a Ilha de São Sebastião é a principal de um arquipélago formado por outras 13, das quais se destacam ainda as Ilhas de Búzios, Vitória, Sumítica, das Cabras e Serraria. “Endereço” completo: Ilha de São Sebastião, informalmente conhecida como Ilhabela; Latitude: 23o 48′ 45″ S; Longitude: 45o 18′ 45″ W.

Como toda a região litorânea brasileira, é composta pela cobertura vegetal denominada Mata Atlântica, formação que, à época do descobrimento, se entendia originalmente por quase todo o litoral do Brasil.

Ao contrário, do ocorrido nas regiões do continente que, densamente urbanizadas durante o século XX, inviabilizaram a continuidade da vida das espécies animais selvagens, o fato de ser uma ilha, de acesso dificultado, e a transformação de quase 85% de seu território em parque estadual, em 1977, garantiram a preservação de quase toda sua cobertura vegetal original.

Sua face voltada ao mar aberto recebe o impacto das correntes oceânicas e sofre ação de ventos

É formada por poucas praias, algumas baías, sacos, e muitos costões rochosos, inclusive submersos, causa dos vários naufrágios registrados em seu entorno.

Menos perigosa, a face da ilha voltada ao continente é banhada pelas águas do Canal de São Sebastião, um trecho de mar com largura entre dois e sete quilômetros, profundidades que atingem até 30 metros e que preenche o verdadeiro corredor entre a ilha e o continente.

Este corredor de águas abrigadas e vento constante, literalmente “encanado”, foi logo descoberto pelos navegantes como um dos melhores, senão o melhor, ponto da costa brasileira para a prática de esportes à vela.

Link permanente para este artigo: http://www.yci.com.br/o-clube/ilhabela/